Pagamento online, transferência bancária ou cartão de refeições. Compre já e agende para quando quiser.

ERROS FREQUENTES QUE COMPROMETEM O EMAGRECIMENTO

Concentrar-se nas calorias

Se os alimentos ingeridos forem nutricionalmente pobres e pouco saciantes, o organismo estará em fome e fadiga constante, tornando a dieta insustentável e as recaídas frequentes. Se esses alimentos contiverem açúcares e cereais refinados, por mais lights que sejam, o pico glicémico intenso será, também, suficiente para interromper o processo de queima de gordura.

Ingerir hidratos depois do almoço sem nenhum treino subsequente

A sensibilidade do organismo à glicose, que determina a capacidade de conversão de hidratos em gordura, é manifestamente inferior até o meio-dia pelo que é neste período que se devem concentrar as fontes de hidratos de carbono, nomeadamente fruta, cereais, tubérculos e algumas hortaliças.

Fazer jantares sem proteína

O período do sono é fundamental na produção de massa muscular magra e na queima de gordura. Se o jantar for pobre em proteínas este processo será drasticamente inibido, para além de aumentar o risco de uma visita noturna ao frigorífico.

Excluir hidratos da dieta

Os hidratos de carbono são fundamentais para uma série de processos metabólicos e para manter o bem-estar físico e emocional. Existem várias fontes integrais de hidratos de carbono que não comprometem o emagrecimento e que asseguram a sustentabilidade da dieta fundamental para manter os resultados a médio e longo prazo.

Excluir a fruta e frutos secos por pensar que engordam

Pelo seu elevado teor em fibra e gorduras saudáveis, é tecnicamente impossível engordar com estes alimentos, como comprovam todos os nossos clientes. No entanto, o seu consumo excessivo pode inibir o processo de queima de gordura pelo que é, efetivamente, recomendável moderar a quantidade e excluir algumas variedades mais ricas em hidratos e açúcares, para depois retomar o seu consumo, uma vez atingido o peso pretendido.

Concentrar-se nos alimentos light

Quando comprar um alimento light, certifique-se que tem no máximo 5g de açúcar em 100g de produto e que o produto não contém nem farinhas nem amidos adicionados. Na maior parte dos casos, os produtos ditos "light" são apenas versões menos más do que a original.

Consumir gelatina à discrição

Quando isenta de açúcares, é de facto um produto que não engorda. O único problema é que o único nutriente que oferece é a proteína, carecendo de vários outros nutrientes essenciais, que o indivíduo sentirá necessidade de compensar, nem sempre da melhor forma, nas restantes refeições.

Consumir qualquer alimento sem glúten

De facto, o glúten gera em muitas pessoas processos inflamatórios assintomáticos que conduzem ao ganho de peso através da retenção de líquidos. No entanto, as versões "sem glúten" de alimentos que normalmente contêm glúten, raramente contribuem para a perda de peso pelo seu elevado teor em açúcar, farinhas e amidos refinados. Certifique-se que estes ingredientes estão ausentes antes de os comprar (mas note-se que é dificílimo encontra-los).